Phedilson Ananás in Surra

“Eu não tenho tenho beef com rappers, sou preto, o beef é com a Polícia 
Sou Michael Brown, sou Snake, sou mais um que vira notícia
A ideia nem é falar sobre isso, então serei minimalista
Mas sou um dos boys lá do gueto que o teu meio marginaliza

Analisa a questão racial na posição de fake juiz
Violência institucional, recrudescente mesquinhice
Sistema [nos] pinta [como] ladrões, traficantes e um poço de vícios
Então é modo NWA, o lema é fuck the po-po*…”

(In “Surra”)

 A situação actual do mundo, em particular o caso do George Floyd devem ter ajudado a entender o que o artista acima citado quis dizer com essas linhas.
É mais um caso, entre os inúmeros que não foram filmados ou que não tenham viralizado nas redes sociais e não só.
Mas a luta continua… A Revolução começa em não aceitarmos menos do que merecemos enquanto seres humanos. A etnia ou tom de pele é só um detalhe. Eles têm de entender isso… A via para esse entendimento será em modo boomerang.

#BlackLivesMatter

Partilhe nas suas redes socias!

Deixe uma resposta