sistema-de-informacao

O que leva as empresas angolanas a investirem em Sistemas de Informação?

Em tempos onde as empresas devem se adequar a padrões de exigência cada vez mais altos, a exploração dos fundamentos de sistemas de informação transformou-se em um importante diferencial capaz de potencializar a competitividade das organizações. Isso porque, via de regra, a informatização dos sistemas reduz drasticamente a ocorrência de falhas, permitindo que elas sejam identificadas e corrigidas mais rapidamente.

Além do mais, centraliza a gestão dos diferentes processos de uma empresa, possibilitando que os resultados alcançados sejam analisados de forma individual ou integrada. Ademais, frente ao alto volume de informações produzido por uma companhia, vale lembrar que a checagem e conferência feita por seres humanos desperdiça muito tempo. Com a automação, as pessoas podem concentrar seus esforços nas atividades onde a sua intervenção se faz realmente necessária.

A nossa equipe esteve em conversa com Domingos Eduardo e o mesmo conceituou que no “nosso país os Sistemas de Informação já são utilizados em massa em muitas empresas sejam micro, pequenas, médias, ou mesmo em grandes empresas, pois com a evolução dos tempos houve a máxima necessidade de Angola progredir nas TICs”. Em micro e pequenas empresas angolanas usa-se mais o ERP, CRM e SIG, sendo eles um Sistema de Informação fácil e muito eficaz; se bem que em Bancos tal como o Banco de Poupança e Crédito é utilizado o Equation e o CRM. O maior banco estatal ensaiou o sistema tecnológico há algum tempo. Na altura fontes oficiais garantiram que o aplicativo é “versão melhorada” que teve a intenção de acabar com fraudes e quebra de sistema.

Segundo Alberto de Jesus no ano de 2019 confirmou para o público que O Banco de Poupança e Crédito (BPC) usa também, actualmente, um S.I designado ‘Equation’, um modelo de nova versão, em que os clientes podem ver reduzidas as quebras de comunicação, além de acesso às operações da internet ‘banking’ e outras transacções desenvolvidas via da internet. O banco admite ter “graves problemas tecnológicos”. “O BPC não é tão digital assim. Com essa evolução, o sistema tornou-se mais digital e mais funcional.

Deixe uma resposta